terça-feira, julho 18, 2006

Uma abadia acolhedora

Uma Abadia entre muitas que existem espalhadas pela Espanha. Detentora de um estilo discreto e simpático. Não abundam rosáceas nem rendilhados. Não possui aqueles claustos enormes, que nos fazem ficar de boca aberta e esmagados pela imponência que apresentam (estou a pensar, neste momento no nosso Mosteiro dos Jerónimos), nem as suas torres caminham em direcção ao céu, como em França ou Alemanha.
Esta é simples, acolhedora. Ideal para aconchegar um caminhante enófilo. O arquitecto que a idealizou no papel, pretendia construir, acima de tudo, um local onde pudessem entrar o maior número de peregrinos (da pinga, naturalmente).
Falo-vos de Abadia Retuerta Selección Especial 1999. Santa Maria de Tetuerta, Sardón del Duero, Valladolid, Espanha. Um vinho de Castilla y León (o regional lá da zona).
Desenhado a partir das castas Tempranillo (75%), Cabernet Sauvignon (20%) e Merlot (5%). As uvas são provenientes das 54 vinhas que a Abadia Rutuerta possui. Este 1999 foi a primeira edição, a quem Robert Parker atribuiu 92 pontos. O que para muitos consumidores é importante. Pessoalmente, passo completamente ao lado das notas que este famoso crítico "oferece". Para conhecer melhor este produtor espanhol passem neste local.
Mas regressemos à nossa abadia. Pelas suas paredes sentia-se o cheiro a fruta preta, envolvida por tabaco e folhas secas. Breve especiaria e couros. Leve mineral e verniz. Sempre num registo limpo, sem impurezas, sem qualquer conflito de interesses. Bem comportado, nada de aromas extraordinários.
Na boca era directo, com taninos finos, sem grandes agressividades. Para pensar pouco. Não era para grandes complexidades. Nem é o vinho ideal para colocar a nossa imaginação a trabalhar. Nada disso. Simplesmente para desfrutar descansadamente e despreocupadamente. De abordagem simples. Foi um vinho que me soube bem, que me aconchegou durante o jantar. O preço, lembro-me que rondava os 20€.
Nota Pessoal: 15,5

6 comentários:

Anónimo disse...

Sou muito pouco conhecedor de vinhos espanhóis. Que outras propostas pode avançar?

Cordialmente

PS - Acho curioso a forma que como faz as suas notas de prova.

Luis Marques

Pingus Vinicus disse...

Caro Luis não o posso ajudar, pois o meu conhecimento dos vinhos espanhóis é muito reduzido. Talvez pela blogosfera exista alguém que o possa ajudar.

Um abraço

Anónimo disse...

Caro Luis Marques,

O site http://www.verema.com/comunidad/vinoscatados/ tem inúmeras notas de prova de vinhos espanhois. Talvez possa ajudar a escolher algumas propostas.

1 abc,

NGo

PS: Rui, fico contente por te "ler" de volta, 1 abc e espero que esteja tudo a correr pelo melhor lá em casa.

Pingus Vinicus disse...

Viva Nuno, obrigado eu pelas tuas palavras. Agora estou a precisar é de férias.
Falta-me terminar mais uma crónica, onde bebi o Redoma 2000 e 2001. Um jantar de final de ano lectivo.

Já agora por falar em Redomas, sabes alguma coisa do 2003?

Um abração
Rui

Copo de 3 disse...

Indicar um site com notas de prova como é o Verema, para uma pessoa que diz ser pouco conhecedor de vinho espanhol é o mesmo que dizer a uma criança numa loja de brinquedos para escolher um...

Posso tentar dar uma pequena ajuda, recomendando alguns vinhos que me têm dado prazer nos últimos tempos, posso deixar apenas a marca, ou em alguns casos deixo uma colheita mais recente que se destacou:

ROSADOS:
Gran Feudo Rosado
Mas Comptal Rosado
Roigenc Rosado
Enate Rosado

BRANCOS:
Torres Waltraud
Palacio de Bornos Verdejo
Palacio de Bornos Sauvignon
Jose Pariente Verdejo
Mas den Compte 2003
Fillaboa Alvarinho
Terras Gauda
Pazo de Senorans Alvarinho
As Laxas Alvarinho
Vina Tondonia Reserva 1987

TINTOS
Contino Vina del Olivo 2001
Pintia 2001, 2002, 2003
Alion 2001, 2002
Numanthia 2001, 2002
Baltasar Gracian Vinas Viejas
Arzuaga Navarro Crianza 2001
Alonso del Yerro - Maria 2003
Aalto 2002,2003
Sardonia 2003
Beryna 2003
Abadia Retuerta El Palomar 2001

Penso que seja suficiente...

Anónimo disse...

Viva Rui,

Fazendo fé que te estás a referir ao Redoma tinto, deve ter sido um jantar muito bem "regado"! Degustei o Redoma 2001 tinto no ano passado e ainda estava algo "poderoso". Fico a aguardar a tua nota de prova para saber se o taninos já estão mais domesticados.

A última colheita que vi à venda foi o Redoma 2002. Sobre o 2003 não sei se já saíu.

PS: Recomendo o site www.niepoort-vinhos.com

1 abc,

Nuno