domingo, março 11, 2007

Fernão Pires da Ermelinda Freitas

Este calor caracteristico do mês de Março parece dizer-nos que não estamos muito longe do Verão. Por essa razão, ou por outra, acompanhei uns choquinhos salteados com hortelã e poejo fresco com um Fernão Pires da Casa Ermelinda Freitas. Terras do Pó (br) 2006. Mostrou um conjunto de aromas explosivos, exuberantes, frescos, bem vivos.

Pertence ao tal grupo de vinhos feitos para agradar a gregos e a troianos, a ingleses e a franceses,... Ainda bem. Precisamos de tréguas, porque as hostes enófilas não aguentam constantemente o rebuliço, os embates, os confrontos. É quase impossível estar sempre a falar, discutir grandes assuntos, grandes vinhos (para mim assim é). Um pouco de descanso, algum esvaziamento da mente, permite-me recuperar forças, preparar a mente e (assim) voltar à luta. Este refrescante Fernão Pires revelou ter um perfil repleto de sugestões a fruta tropical, cereja branca, casca de pêssego, sempre num registo aprazível, muito agradável. Com a acidez a não permitir que se torne enjoativo. Aqui entre nós, costuma ser um fiel companheiro, nos meus finais de tarde, lá para o lado de Pegões, sempre de volta de uns petiscos, de umas tapas como dizem os nossos amigos espanhóis. Nota Pessoal: 14

10 comentários:

Pedro Sousa PT disse...

Gostei do 2005. Como tinha dito no blog do copod3 o Bucelas e o BSE são vinhos "obrigatórios" de verão. Mas tinha-me esquecido deste...

Copo de 3 disse...

Mudaram de Fernão Pires para Arinto ?
Tinha este como uma referência no que toca a Fernão Pires, ao que parece deixei de ter...

Pingus Vinicus disse...

Copo de 3, se não tivesses postado nem tinha reparado no erro que tinha acabado de cometer. Peço desculpas pelo meu lapso. Puro amadorismo da minha parte.
De facto o vinho é um Fernão Pires, e não um arinto (onde é que fui buscar esta casta?)

Copo de 3 disse...

Leste o meu artigo sobre Bucelas e ficaste com o Arinto na cabeça :)

Pingus Vinicus disse...

Copod3, na volta. É o que dá andar metido nas pingas :)

valter disse...

Continua a ser um dos meu brancos favoritos.

Pingus Vinicus disse...

Valter, este Fernão Pires (que nasceu arinto) a par do Vale de Judia e do Pegões CS br são portos de abrigo nos fins de tarde aqui para os meus lados. Estão sempre ao lado de uma petisqueira.
Abração

valter disse...

Por acaso tambem são os meus. A qualidade dos brancos de Terras do Sado cada vez está melhor.

Anónimo disse...

Gostei muito mesmo do dona ermelinda 2005 sou do algarve mas aprecio esses vinhos.
no algarve tambem temos bons vinhos.

gdec disse...

Sou -era- grande apreciador do vinho Terras do Pó .
O reserva é um vinho magnífico mas também o vinho normal era bastante bom.
Mas apareceu agora um Terras do Pó de rótulo amarelo que, no meu entender, não merece o nome que tem e que, no meu entender, vai acabar por diluir completamente a fama de que gozava o Terras do Pó .
Geraldes de Carvalho