terça-feira, Setembro 01, 2009

Companhia das Lezírias, a Austrália aqui tão perto!

O título poderá estar coberto de exageros (como quase tudo que escrevo). Estará provavelmente encharcado de ideias erróneas. De qualquer maneira, e independentemente disso, ao provar meia dúzia de vinhos da Companhia das Lezírias fiquei com a ideia que a Austrália tinha chegado até à minha porta. Vinhos gulosos, limpos, ideais para consumir descontraidamente, cheios de tiques internacionais (chocolate, fruta, especiaria, tabaco) vendidos a preços, aparentemente, cordatos. Não estou a contar com o Reserva. Esse parece-me deslocado do resto da trupe e não merece que se pague por ele entre 25€ a 30€.
Dessa meia dúzia destaco dois. Preço de loja: 10€.

Companhia das Lezírias (Regional Ribatejano) Cabernet Sauvignon 2005, comprado com olhar de desconfiado, com medo de ver saltar da garrafa uma horda de pimentos assados a pedirem por sardinhas. Felizmente, nada disso. Recorte moderno, muito apelativo e sem (aparentes) arestas. Aromas e sabores gulosos. Fruta, madeira, alguma especiaria. Bem misturados. Os taninos e acidez estavam na dose certa. Estruturavam o vinho.
Um tinto que vai escorrendo pela goela abaixo sem quase se dar por isso. Serviu e cumpriu plenamente. Fiquei, francamente, agradado com ele. Nota Pessoal: 15,5
Companhia das Lezíras (Regional Tejo) Touriga Nacional 2008. Violeta (ou outra coisa qualquer) a rodos. Muito perfumado no ataque inicial. Estilo jovem e para jovens. Espesso no copo. Gordo. Notava-se a fruta babada pelo chocolate, o caramelo, a baunilha. Se não tivesse visto o rótulo apostaria (e fortemente) que este vinho não era luso.
Para ser servido em momentos light e destinado a pessoas que apreciam exuberâncias desmedidas.
E eu, volta na volta, tenho dias que gosto destas coisas. Malditas contradições. Nota Pessoal: 15

Em jeito de remate, acrescento a esta dupla o Companhia das Lezírias Branco de 2008 (3.70€) que revelou arcaboiço para se tornar numa boa RQP. Parte do lote passa por cascos de carvalho.

Post Scriptum: Achei curioso a existência de um Espumante de Verdelho (7.50€).

3 comentários:

Chapim disse...

Grande Pingas,
não podia deixar de passar por aqui para deixar um abraço de feliz aniversário

Boas provas!
Chapim

Pingus Vinicus disse...

Chapim, obrigado e forte abraço para ti.

Rui

vincent disse...

Hola,

Su blog ha captado nuestra atención por la calidad de sus recetas.

Agradeceríamos que lo registre en Ptitchef.com para poder indexarlo.

Ptitchef es un directorio que referencia los mejores sitios web de
cocina. Cientos de blogs ya se han inscrito y disfrutan de Ptitchef
para darse a conocer.

Para suscribirse a Ptitchef vaya a
http://es.petitchef.com/?obj=front&action=site_ajout_form o en
http://es.petitchef.com y haga clic en "Anade tu blog " en la barra la
parte superior.

Atentamente,

Vincent