domingo, Outubro 04, 2009

Ouzado ou Ousado?

Os autores dizem que é um vinho Ouzado. Ousado por causa das castas (todas estrangeiras), ousado porque não teve (qualquer) contacto com a madeira. Pessoalmente, não teria a coragem suficiente para espetar num contra-rótulo uma afirmação tão taxativa. Sem pensar muito, e não sabendo se há ou não, sou capaz de acreditar que existem, por aí, outros atrevimentos. Já agora e sobre o tema dos contra-rótulos, Luís Ramos Lopes escreveu um editorial, na edição da Revista de Vinhos de Setembro, que retrata e bem a realidade. Um texto alegre, jovem e com humor (devia haver mais). De qualquer forma, o enredo construído de volta do Ouzado (Alentejo) 2005 está bem esgalhado e o aspecto (do rótulo) desperta atenção. Nada contra.


Um vinho fresco, vivo, com a fruta bem presente. Fruta fugiu (e ainda bem) da simplicidade, do imediatismo. Madura, mas não passada. Mostrou alguma austeridade, apresentando uma curiosa impressão química e mentolada.
O sabor comportava um nível de acidez profundo. Limpo e apetecível.
Um vinho que vale a pena ser bebido, com estrutura para suportar momentos mais sérios. Nota Pessoal: 15,5

Off Topic: No Fórum da Revista de Vinhos, alvitrou-se que os bloggers conhecem quase tudo (nem que seja literariamente) no que respeita a topos de gama da tugolândia. Havia admiração pelo facto. No entanto, foi o meu queixo que caiu ao reparar na facilidade com que debitavam nomes e nomes de vinhos estranhos, vindos de outras bandas. Falam deles como se fossem minis acompanhadas por tremoços.
Adorava, e muito, ser um blogger endinheirado. Enquanto não acontece tal fenómeno, vou-me contentando com o que leio e com o que ouço.

24 comentários:

Joel Carvalho disse...

Boa Noite,

Sobre o que disseste do artigo do Luis Ramos Lopes, tens toda a razão e partilho da mesma opinião. A parte que mais gostei é quando ele diz que os contra-rótulos trazem designações como "foram escolhidas as melhores uvas para este vinho"...Pois e os outros vinhos ficam com as piores uvas...

Um Abraço

jon disse...

Mucha suerte, aunque por mi deporte no pruebo el vino.
http://pulguitaatodogas.blogspot.com/

Copo de 3 disse...

Não entendo esta forçada imposição de um tal Herdade do Menir ou Calhau Excitado pelo tradicional e popularucho Couteiro Mor, talvez se ache que Herdade fica mais in e dá mais estatuto aos vinhos e factor de aproveitamento para se aumentar os ditos. Veremos se assim não vai acontecer.

Quanto à apresentação, apesar de achar simpática não lhe denoto um piscar de olho a uma inspiração que mora mais para os lados do Torrão.

Quanto ao assunto dos blogs... adianta falar ? Acho melhor não.

Raul Carvalho disse...

Era interessante referires o preço do vinho...

A quanto está?

Abraços

Pingus Vinicus disse...

Porquê? Se consultares a RV de Setembro vais ver que está lá!

Além do mais e como podes reparar só de vez em quando é que coloco o preço do vinho. É quando apetece, quando me lembro, quando calha.

Abraço

Raul Carvalho disse...

Mas olha, com todo o respeito, nem todas as pessoas as pessoas compram a RV para ver o preço... Apenas te disse que é sempre muito importante saber o preço, tudo numa questão de saber se tem uma boa relação Qualidade/Preço, e os leitores dos blogs sempre gostam de saber...

Abraços

Copo de 3 disse...

O problema coloca-se quando um determinado vinho é provado em determinadas circunstancias em que não se chega a saber o preço do dito, vejamos:

- Em casa de um amigo, com vários amigos a levarem vinhos.

- Numa qualquer prova onde o preço do vinho não seja indicado.

O que fazemos nestes casos, batemos às pessoas que não nos respondem ? insultamos os responsáveis destes espaços porque não colocaram os preços e local de compra ?

Defendo que os vinhos sempre que apresentados num blog devem ser acompanhados de um preço referência, já por várias vezes pedi e tornarei a pedir quando ache necessário, agora quem lê tem de ter a esperteza suficiente para ver certas coisas.

Pingus Vinicus disse...

Meu estimado Raul Carvalho, o preço é coisa que não me preocupa.

Porque, desde que comecei nesta brincadeira nem sempre coloquei o preço e como já disse nem sempre sei, nem sempre apetece e nem sempre me lembro.

E porque estamos a perder tempo em questões menores, vocês lá no Nariz à Boca colocam sempre o preços dos vinhos? Ou apenas naqueles que compram? E se repararem que existem vários preços em locais diferentes? O que fazem? Mencionam os locais?

As explicações do Copo de 3 foram bastante claras no que respeita à impossibilidade de colocar, muitas vezes, um preço.

PS- Já agora, Raul, proponho que ao percorreres os blogs peças sempre os preços. Fico a ver.

Raul Carvalho disse...

Posso-te dizer que nem sempre pergunto o preço a todos os vinhos... Pergunto mais àqueles que me interessam, como este...

E não estou a atacar ninguém, antes pelo contrário, se perguto o preço é porque me interessei... Senão nem queria saber disto para nada...

Espero que compreendas... Mas tudo bem... Também não quero arranjar confusão para ninguém...

Abraços e boas provas...

Pingus Vinicus disse...

Ó meu caro Raul, gostei da expressão "Senão nem queria saber disto para nada".

Raul Carvalho disse...

É verdade... Senão comentasse ou não quisesse saber mais sobre os vinhos era mau sinal... E isto significa que me interesso por todos os blogs...

Abraços e boa continuação...

j... disse...

hej.

12€.

http://www.mariajoaodealmeida.com/notasdeprova.php?ID=17&ID_ORG=3

cuí!

Pingus Vinicus disse...

Ó J... mataste a brincadeira!

Um abraço

Raul Carvalho disse...

Agora que eu estva a gostar da brincadeira... Oh J... , para a próxima não digas logo o preço...

Abraços a todos

Rui A.Teixeira disse...

Caros amigos,

É sempre complicado para alguns senhores que supostamente fazem parte da seita de Baco, que os outros (bloguer's e os demais interessados na matéria), alvitrem sobre tal sublime néctar.

Contudo podemos ter a esperança que nestes espaços (Blogues) desprovidos de arrogância e cumplicidades, podemos encontrar opiniões sinceras e afastadas de certos meandros, na qual com leitura ou sem ela, certamente transmitem notas de provas pessoais. O querer dar entender que serão apenas compilações e excertos de opiniões de altas sumidades, só nos pode dar vontade de rir, pois apesar de alguma subjectividade inerente a qualquer prova, a verdade é opinião de quem os bebe e paga por eles.

No que concerne à colocação dos preços referencia nos blogues, certamente em sua casa cada um coloca o que quer, contudo em minha opinião (vale o que vale), julgo ser por vezes esclarecedor para quem consulta os nossos blogues, a referência ao valor dos ditos vinhos e a sua relação preço/qualidade, nem que seja pelo facto de poderem constatar se estarão ou não dispostos a pagar por ele.

Com toda a consideração e certo que continuaremos a ter mais e boas pingas, o Açoriano.

Paulo Pacheco disse...

O Alentejano a falar mal de um vinho do alentejo?????

Eia.. LOL


Por acaso já dei a provar este vinho a muitos amigos e quase ninguém acredita que não foi á madeira tal é a sua complexidade. Gostei muito do vinho.

Copo de 3 disse...

Paulo eu do vinho não falei mal, disse que não achava piada ao novo nome nem ao tipo de rótulo que me remete para um parente próximo do Herdade do Portocarro ou do Anima por exemplo.

Mas tu que consultas o Copo de 3 sabes bem que valorizo a qualidade, onde quer que ela apareça, Douro, Dão, Alentejo, etc etc...

Abraço

PAULO SOUSA disse...

Boa noite,

A única coisa que não percebo é o seguinte:
A Revista de Vinhos,não resistiu e colocou online um fórum de discusão,que na sua essência não é mais de que um blog.
Numa das primeiras intrevenções,deitou a baixo os blogs,embora depois tenha tentado emendar a mão.
Apesar de tudo,quase todos os bloggers,continuam a escrever lá e até vão todos felizes em excurções do garrafão até á Bairrada.
Não entendo...

Um abraço

Pingus Vinicus disse...

Paulo, achas?

PAULO SOUSA disse...

Acho.

Copo de 3 disse...

Os bloggers do vinho são os ditos Gauleses, gostamos de andar às turras com os romanos mas não viramos a boca a uma boa caneca de vinho e a um bom leitão.

Paulo pelas tua linha de pensamento o melhor é deixares de comprar a Revista de Vinhos... :)

j... disse...

... o melhor é deixares de comprar a Revista de Vinhos... :)

bump

big win

lol.

PAULO SOUSA disse...

Só quando editar a minha(revista),é que deixo de comprar.


Um abraço

Paulo Sousa

Levy disse...

Caro amigo,

digo o mesmo, mas temos de nos contentar em ser apenas bloggers, porque endinheirados é coisa que não é para nós.

Abraço