sábado, abril 14, 2012

Nome da Região vs Nome do Produtor

O post de hoje é rápido e, mais uma vez, parco em conteúdo. Serve mais para maçar.
O nome das diversas regiões demarcadas são ou serão, como queiram, variável de peso na comercialização, na visibilidade, no sucesso (dos vinhos)? Esqueçam argumentos mais imediatos e pensem em abstracto.


Olhando para alguns casos, não são poucos, facilmente encontraremos produtores que terão mais capital, valerão mais que a região onde assentam as suas vinhas. Fica a ideia, quiçá errónea, que o nome da região pode ser, em muitos aspectos, um entrave e ao mesmo tempo dispensável. Servindo apenas, e apenas, como simples e duvidoso entreposto certificador. Não deixa de ser curioso.

Sem comentários: