quarta-feira, Novembro 28, 2012

Néctar das Avenidas vs Herdade das Servas

Declaração de interesses: A Garrafeira Néctar das Avenidas é propriedade de um amigo: João Quintela, membro fundador dos extintos 5as8. É, acima, de tudo um enófilo inveterado, amante de vinho e do vinho e com uma garrafeira particular que mete (muito)respeito. É local de culto. Arriscou, há um ano e em plena convulsão económica, ter um espaço público dedicado ao vinho. 


O espaço, a dita Garrafeira, é curto em medidas, mas largo em opções (diferentes). É íntima e acolhedora. E curiosamente propõe-nos um considerável leque de garrafas em versão magnum.


E preços? Pareceram-me, após breve prospecção, bem interessantes, em alguns casos (em número considerável) abaixo do praticado no mercado.  Outra curiosidade, anormal, é a assumida aposta em vinhos da Bairrada e do Dão. Olhando para a norma lisboeta, não deixa de ser arriscado e provocatório. Ainda bem!


No dia vinte e quatro de Novembro, e em jeito de comemoração do primeiro ano de vida, a Herdade das Servas associou-se à efeméride, oferecendo aos visitantes, uma prova com diversos vinhos, aproveitando, ainda, para apresentar publicamente, naquele local, o seu novo Vinhas Velhas de 2009.




Resultado, balanço? Francamente positivo. Vinhos, alguns deles servidos em magnum, com boa estrutura e de fácil empatia, que pedem sempre por mais um copo, por mais um trago, sendo, por vezes, viciantes. 


Sem comentários: