terça-feira, Janeiro 22, 2013

Terras de Tavares

Não apetece dizer quase nada. Apetece comer e beber. É final do dia e não estou com vontade para tratados de aromas e cheiros, em que o desenlace é sempre o mesmo. Os vinhos merecem mais. Por isso, fico-me pelas imagens, pelas fotos, pelo trivial. Vivam, sintam e divirtam-se. O resto são deambulações sem sentido e pura perca de tempo. 




Copo vai, trago vem. Um gole aqui e mais outro a seguir. Cheira-se e saboreia-se. Avalia-se a escolha. Tudo está bem.


No início, só com pão, palavras soltas e memórias. Discutem-se temas de outrora, questões da terra, problemas de algibeira. 


Permitam-me ainda que diga, se puder, que foi vinho que acompanhou polvo, arroz e tempero. Copo após copo, foi diminuindo na garrafa, até não sobrar qualquer réstia. Quando tal acontece, cá no burgo, é bom sinal.


E assim terminou mais um dia e menos um dia na vida de cada um de nós. Contas simples, não é? Então,  por que se complica?

Post Scriptum: O Vinho foi oferecido pelo Produtor.

6 comentários:

Elias Macovela disse...

Pingus,

Spu grande fã dos vinhos do João Tavares de Pina. Sempre o vejo em eventos aqui em Lisboa, procuro aconselhar as pessoas que conheço a provar os seu vinhos, porque são vinhos extraordinários.

Quanto à prova, acho que é interessante e só assim, se aprende, saber provar e degustar de um vinho. Achas que esse procedimento é complicar?

Abraços,
Elias

Pingus Vinicus disse...

É importante saber provar, claro que sim. Eu faço-o tantas vezes. Mas perdoa-me que interessa falarmos de aromas, cheiros quando por vezes falamos de coisas sem interesse. Que se fale, antes, de emoções, de episódios, de ideias, de estados de alma. Só assim, fará sentido. Acho.
Um Abraço

Anónimo disse...

Meus caros, cada vez gosto mais do Vinho, das coisas do Vinho, do Mundo do Vinho, da sua Historia, gentes, terra, região...muitas das vezes quase sem querer valorizo mais tudo isto do que o vinho!! Aliás, não será tudo a mesma coisa?IL

Pingus Vinicus disse...

Estimado IL, devo-lhe dizer que assino por baixo.

António disse...

Boa noite! Também sou grande fã destes grandes vinhos deste excelente produtor! Uma pregunta de que ano é este reserva?

Pingus Vinicus disse...

Estimado anónimo, se reparar com atenção (para ajudar bastaria clicar no rótulo) iria ver que era 2004 ;)