sábado, Março 02, 2013

O Fugitivo

Por vezes, surgem dias, e cada vez mais, que apetece ser apenas um fugitivo. Puramente alguém sem eira. Vaguear simplesmente e ao deus dará, percorrendo caminhos e mais caminhos, sabe-se lá para onde.


Talvez, no intimo, se deseje ser (re)encontrado ou (re)encontrar o tal lugar, a tal pessoa. Até lá, vai-se trauteando as quelhas da vida.

Sem comentários: