quinta-feira, outubro 16, 2014

Casa de Saima e o Branco de 1993

Podia dizer que ainda havia outro e que entre este e o outro, as diferenças eram meros pormenores, sustentados somente por inclinações pessoais. Na verdade, ambos eram grandes vinhos. Uns preferiram o outro, eu preferi este. Sem zangas, uns beberam o outro e eu bebi este



Preferi este pela suavidade, pelo enorme equilíbrio, pela enorme complexidade de aromas e sabores. Preferi este, porque preferi, porque gostei mais, porque tinha que escolher. Preferi este, porque naquela noite foi, simplesmente o melhor vinho branco ou porque, basicamente, foi o que me soube melhor. E basta.

Sem comentários: