quinta-feira, abril 23, 2015

Real Companhia Velha

Publicamente assumi perante os responsáveis que o meu conhecimento sobre a Real Companhia Velha (RCV) era, de alguma forma, reduzido. O que sabia assentava sobre diversos lugares comuns, mais ou menos sustentados.

Salão Nobre da RCV em Vila Nova de Gaia.
 Quinta das Carvalhas: Casa da Família Silva Reis
Quinta das Carvalhas e Casa Redonda ao fundo.
A percepção, a minha, é que estava perante uma empresa que apostava essencialmente no negócio do grande volume, com alguns produtos a posicionarem-se em patamares mais elevados, mas sem o reconhecimento de outras casas do Douro/Porto.



Quinta das Carvalhas
Quinta dos Aciprestes
Resumindo, e sem prolongar-me com justificações desnecessárias, sabia que produziam o Porca de Murça: o branco foi no passado uma opção de compra; o Evel na versão Grande Reserva/Grande Escolha foi vinho que sempre apreciei e segui com atenção até há pouco tempo; Quinta do Cidrô Chardonnay, por achar que era o perfeito exemplo de um vinho californiano; que também eram responsáveis pela Quinta dos Aciprestes, que apesar de algumas provas bem sucedidas no passado, não nunca lhe dei muita importância.
Sabia, também, que a partir da colheita de 2000 a empresa lançou todos os anos para o mercado um Vintage. E que foram (e são) responsáveis pelo colheita tardia, eventualmente, mais bem sucedido de Portugal. Sabia, porque passei diversas vezes perto do seu portão, que a Quinta das Carvalhas pertencia ao universo da RCV.

Quinta do Síbio
Palácio do Cidrô
Quinta da Granja

Por isso, e sem querer querer entrar em discursos bajulativos, enaltecendo isto ou aquilo, a empresa não precisa que o faça, fica a percepção, após uma visita de três dias aos diversos pólos sob sua responsabilidade (um património vastíssimo e muito interessante), que existe forte vontade de todos os responsáveis para reposicionar todo o projecto, incrementando-lhe qualidade, valor acrescentado, tentando, desta forma, desmitificar alguns dos potenciais preconceitos que poderiam existir. A criação da gama Séries e Carvalhas, bem como a consolidação das marcas Quinta do Cidrô e Quinta dos Aciprestes são exemplo disso.

Sem comentários: