sexta-feira, julho 17, 2015

Saudável estado de Leveza

Não há nada melhor do que sentirmo-nos leves e livres. Livres de pesos desmedidos e de objectivos tresloucados. Leve, voava-se para mais longe, consegue-se ir mais além, bastando abrir as asas e seguir para a frente. Estar leve, solto e livre, nem que seja no domínio do interior, permite olhar para uma porrada assuntos, problemas, dúvidas ou angústias de outra forma. De uma forma simples e/ou simplória, sem cinzentos pelo meio, em que pouco importa o que se faz, como se faz, se gostam ou desgostam.

Delicados, finos, airosos, saudavelmente simples e profundamente leves.

Sobra o mais importante: uma saudável e desejada sensação de alívio. O resto ou resquícios de um mundo que não interessa, ficam lá para atrás, cada vez mais longe. Sonha-se, apenas, com o que poderá surgir finalmente, de uma vez por todas, adiante. Liberdade.

Sem comentários: