sexta-feira, maio 27, 2016

O 69

O número 69 é dado a múltiplas interpretações, acabando todas por desembocar no mesmo destino, no mesmo assunto. É a fatalidade do número. 
Recordo, com uma gargalhada, o mancebo que teve a sorte de receber como identificação o numeral 69. Naquele dia, teve o privilégio de ser o mais ovacionado do quartel. Era o 69 e pronto. Teve assim o seu momento de fama. Dobrados mais de 20 anos, continua a ser o ilustre 69.
Olhando para o número e para a forma que os números possuem, é fácil de perceber que foram feitos um para o outro. Encaixam na perfeição. É compreensível, por isso, que a combinação destes dois números seja aproveitada para outras matérias.


Bom, aludindo à minha costela matemática, podemos dizer que é um número inteiro que fica entre o 68 e o 70, podendo ser formado pela soma de dois números primos: o 2 e o 67. Ou pelo produto de 23 por 3, que também são dois números primos. Em linguagem ordinal o 69 passa a ser o sexagésimo nono (69º).

Um 69 extraordinário.
Se olharmos para a história, o 69 surge colado a alguns episódios importantes, como a chegada do homem à lua (1969). Se formos para trás uma porrada de séculos, podemos ver que muita coisa aconteceu no império romano no ano de 69 d.c. .
Mais recentemente, foram retirados 69 contentores do Porto de Lisboa, no passado dia 24 de Maio. Sabiam desta? Teria algum significado, mais ou menos simbólico?

Sem comentários: