domingo, julho 31, 2016

Estupidez Azul

Aviso: O título nada tem a ver com clubismos, nem muito menos pretende achincalhar os adeptos das equipas que tradicionalmente trajam a azul. Esclarecimento feito. Dito isto, devo dizer que nunca pensei que esta foto tirada, numa das raríssimas visitas à Bacalhôa em Azeitão, fosse premonitória de qualquer coisa que iria ultrapassar a linha do disparate. Uma fronteira que nunca pensei que alguma vez fosse dobrada. 

A foto é minha.
Ainda pensei que houvesse algum bom senso aqui no Condado. Mas não. Há que copiar o que de inútil se faz lá fora. Não podia ser de outra maneira.
Devo dizer que fiquei, ou não, estupidamente surpreendido pela enorme estupidez que foi criar um vinho azul e divulgá-lo com enorme orgulho, com enorme satisfação, como se fosse, sei lá, uma das últimas maravilhas. 

A foto é da Vida Rural.
É caso para dizer que também fiquei azul ao ver tamanho despropósito o que apraz dizer que azul, neste caso, é sinónimo de alienação, de falta de bom senso, de ausência de outra coisa qualquer que não sei bem dizer o quê. E o Casal Mendes que achará da coisa?

1 comentário:

Anónimo disse...

ohhhh eu não gosto do vinho azul buahhhhh vou fazer uma birrinha buahhhh buahhhh dass não gostas, não compres, não bebas, simples e eficaz.