quinta-feira, novembro 10, 2016

Permitido

Num registo um pouco mais sério. Assumo que tinha curiosidade em beber este vinho. Ouvia repetidamente que era um vinho branco que merecia atenção, que tinha (muita) qualidade, que era coisa muito séria. 
E mantendo o registo daqui do pasquim, devo dizer-vos que gostei. Gostei, sem qualquer concessão e sem qualquer rodeios.


Gostei pela pureza, pela frescura, pelo equilíbrio que mostrou desde a primeira hora em que saltou para o copo. Tudo bem balanceado, bem feito, bem alinhado. Com uma elegância, com uma sensação, de nitidez que merecem ser registadas. Com atitude.


Um vinho que ganhou mais profundidade com o tempo, que se bebe à mesa, no sofá, acompanhado ou como eu, sozinho. Tenho que dizer que o miúdo que fez isto parece ter jeito para a arte. Dá ideia que tem foco e sabe o que pretende. Para acompanhar com atenção, pois parece que faz vinho para ser bebido.

Sem comentários: