quarta-feira, novembro 15, 2017

Encontros com o Vinho

No meio da época alta dos eventos de vinho, pelo menos na capital do império, que balanço a fazer após a realização dos mais esperados Encontros com o Vinho (o da Vinho Grandes Escolhas e o da RV - Essência do Vinho)?


Não tenho ouvido, visto ou lido grandes reacções, por parte de quem os visitou e que naturalmente fez comparações. É claro que existem publicações, comentários elogiosos e vitoriosos por parte dos adeptos de cada uma das equipas responsáveis de cada um dos eventos. É normal e compreensível.


Pessoalmente, visitei por breves horas o Grandes Escolhas Vinho & Sabores. A falta de paciência já não me permite provar tudo e mais alguma coisa, só para fazer currículo. Ainda assim, molhei os lábios numas coisas bem interessantes. Gostei do espaço, do seu conforto, desfrutei da ausência de encontrões e empurrões, não presenciei copos partidos, nem bandos à procura de armazenar a maior litragem possível. Gostei da sobriedade do evento. A panóplia de produtores era vasta e diversificada, para todos os gostos e feitios. Pelo que fui reparando, o cardápio proposto pela Vinho Grandes Escolhas pareceu-me foi bem maior do que aquele que foi proposto pela Revista de Vinhos - Essência do Vinho para Encontro com o Vinho e Sabores, que não visitei.

2 comentários:

Artur Hermenegildo disse...

Cada vez tenho menos paciência para "provar vinhos", e menos confiança na percepção que me fica dessas provas.

Beber vinho, sim. "Provar", cada vez menos.

Pingus Vinicus disse...

Artur, estou no mesmo registo que tu.