segunda-feira, novembro 06, 2017

Vinha Othon: Uma questão de Tendência

Todos temos inclinações. Preferimos determinada coisa em detrimento de outra. Muitas vezes, sem razão justificável. Na maior parte das vezes, nem sequer uma justificação se consegue dar. É assim, porque é assim. Basta gostar mais e já chega. É suficiente. Para mim, é claro.



Sempre gostei mais do Othon do que do Reserva da Vinha Paz. Sempre me pareceu mais elegante, mais fino, mais clássico. Muito mais sedoso. Gosto da sua sobriedade, da sua falta de exuberância. Da sua aparente falta de modernidade. Não sei se me estão a entender. 

Sem comentários: