quinta-feira, dezembro 06, 2018

Respeito pelo Nabo...

Nunca entendi a expressão não sejas nabo, planta crucífera, quando tem, para mim, uma enorme importância. Ainda para mais, o nabo é utilizado nas mais diversas combinações gastronómicas. Se é assim, colocar o nabo no patamar da idiotice ou de algo que é desprezível é inconcebível.


Adoro nabo. Gosto dele nas mais diversas formas. No Cozido à Portuguesa. Cozido que não tenha nabo, fica coxo. Não está completo. O nabo parelha bem com os enchidos, com o chispe, com a barriga de porco cozida. Com bacalhau. Com pescada ou outro peixe cozido. 
Uso o nabo quando estufo carne. Enriquece o molho e o caldo. Dá-lhe aquele toque terroso, tornando a coisa mais complexa. A lebre e o coelho ou o javali precisam de estar com o nabo. Muito. Gosto de nabo ralado, nas saladas.


É incompreensível se compare o nabo a alguém que não tem habilidade ou inteligência. O nabo, ou melhor o Nabo, merece o maior respeito, de todos nós. Por isso, se vos tratarem por Nabo, fiquem orgulhosos.

Sem comentários: