quarta-feira, Janeiro 30, 2008

Touriga Nacional de Tavares

Terras de Tavares. Um Touriga Nacional que mostrou um conjunto de aromas cheio de flores (certamente foi influência do rótulo). Estas flores surgiam espalhadas em terreno escuro, revolvido e húmido. Um chão, onde debaixo das copas das árvores, apareciam nichos de cogumelos (este ano não comi míscaros). Passavam pelo nariz inúmeras sensações a mato denso, com fetos por todo lado. Muito pinheiro, alguns cedros. Muita giesta em volta. A fruta, para não fugir à regra, possuía matriz silvestre. Sempre com perfume. O chocolate, que começa a ser um habitué nos vinhos, é negro e amargo. Julguei sentir, também, um pouco de caramelo misturado com a baunilha. Mas acredito que seja exagero (da minha parte).

Na boca mostrou um belo equilíbrio, com sensações a hortelã muito refrescantes.
Um Touriga Nacional do Dão (de 2005) que gostei francamente. Denso, com um nível de vivacidade interessante.

Apesar de intenso, de exuberante, não é espampanante. Não farta o nariz, nem a boca. Teve amabilidade de não enjoar. Pareceu-me, com toda a subjectividade que existe, um vinho com boa capacidade para evoluir.
Agora, fico à espera do preço que irão pedir por ele. Espero que seja comedido. Nota Pessoal: 16

Post Scriptum: E a febre da Touriga lá continua. Sinto, por vezes, algum fastio.

3 comentários:

Copo de 3 disse...

Doença : Touriga Nacional vs Extreme

Sintomas: Aparecimento nas mais variadas formas e sintomas, espalha-se com facilidade pela geografia nacional.

- Dependência
- Curiosidade
- Tremores
- Calafrios
- Enjoo em alguns casos

Tratamento: Ainda não foi encontrada cura para tal, mas as autoridade aconselham um afastamento das estirpes mais comuns que são as que causam mais desgostos na famílias dos provadores.

Doutor Consumo Moderado

AJS disse...

O questão da touriga é curiosa. Não tenho qualquer tipo de duvida que é a casta mais plantada nos contra rotulos das garrafas. Serà que existe espaço para tanta touriga? Talvez fosse necessário fazer uma placa de betão por cima do País para que fosse possivel existir a quantidade que é anunciada. Tenho muitas duvidas, até porque esta casta não é nada generosa para o produtor. Pouco produtiva, maturação irregular e muitas fezes fora de tempo, muito sujeita a desavinho e outras maleitas. Não sei!! É este ano não houve miscaros. Não choveu na altura. Também eu não comi. Beba-se touriga. AJS

O regedor disse...

é como o chá branco.... há mais nos rótulos do que no cultivo. será?