Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A Coisa do dia ...

Zarate

Nos círculos mais dedicados, mais fanáticos de enófilos (termo erudito para quem gosta de beber uns copos) os vinhos Zarate ocupam lugar de destaque. E percebe-se porquê.


Quando se bebe um copo de um qualquer Zarate, dificilmente olhar-se-á para um alvarinho tuga com os mesmos olhos. Corre-se, aliás, o risco de relegar para planos subalternos os vinhos feitos no lado de cá do rio Minho. Zarate é uma casa centenária das Rias Baixas (Meaño - Pontevedra) que produz vinho desde o século XVIII.


São alvarinhos profundamente minerais, com aparente salinidade, com aquela impressão a maçã (verde, vermelha, reineta) e uma austeridade ímpar. Firmes, desafiantes e sedutores. Com um conjunto de coisas bem diferentes, daquelas que estamos habituados a sentir com os nossos alvarinhos, que na generalidade surgem mais domados, mais bonitos, mais urbanos, mais perfumados. Mais sonsos.

Mensagens mais recentes

Obrigado!

Novamente as cervejas ...

Efeito Curtimenta de Anselmo Mendes

Uma Experiência em Saint-Emilion

Esquecidos por Casas Altas

Cervejas ...

Uma Experiência em San Sebastian

O Dominó do Claro

Somontes Vinha das Dualhas

Experimentem...