quarta-feira, outubro 13, 2010

Terrenus (Alentejo) Branco Colheita 2008

Será telegráfico, muito lacónica esta publicação, muito ao jeito de chegar e sair. O vinho, em causa, não é, certamente, uma novidade para o público adepto destas causas. É o, no entanto, para mim, não em nome mas sim em prova.

Estilo sóbrio, saudavelmente pouco aparatoso. Dificil em definir, em dizer qualquer coisa. Ainda bem. Cheiros vegetais, carregados de sensações a feno, a restolho, a mato amarelo, com flores simples a marcarem presença um pouco por todo o lado*. Um pouco mais de aniz e ponto. Sempre com um comportamento, talvez não sei, meio masculino, sisudo.
Os sabores, esses, surgiram revestidos, e bem, por uma acidez acutilante. Seco, revelando boa qualidade, sem tornar-se fácil e imediato. Um vinho de SerraNota Pessoal: 17

* - Desculpem os eventuais exageros.

Sem comentários: