domingo, janeiro 15, 2012

Vivem, ainda

Uff. Dia cinzento. Sombrio. Sente-se a terra humedecida. Vai-se bebendo, projectando os próximos dias. Aponta-se na agenda as próximas tarefas. Fazer isto, fazer aquilo.


Os vinhos vão espevitando a adrenalina, activando ideias. Pára-se, por breves trechos, para olhar para eles. Distintos na Terra, semelhantes na forma como foram criados. Vinhos delicadamente elaborados. Enganosamente frágeis. Feitos com o intento de serem longevos. Vivem, ainda.


E volta-se para o trabalho.

Post Scriptum: Os vinhos foram oferecidos pelos Produtores.

Sem comentários: