quarta-feira, Fevereiro 08, 2012

Mon Coeur

Sem qualquer discurso valorativo, afirmo que o vinho, que dá titulo ao post, agradou.


E sem mais entretém vazio de conteúdo, coberto de lugares comuns ou de choraminguices sem sentido, digo que o dito reporta para estímulos da Bairrada e do Dão de perfil mais clássico. 


Agora, as ditas regiões, tão desprezadas que foram, são terras prometidas para pretensos enófilos enfartados de cousas modernas. Sobre o que interessa, o vinho, resta aconselhar a sua prova. Parece que chega. Não?

1 comentário:

Não leitor disse...

Que soberba...