domingo, Dezembro 09, 2012

Casa da Carvalha

Descoberto simplesmente ao acaso: olhar, pegar e levar. Procedimento simples, sem grandes raciocínios  complexos ou teorizantes. Saltou, ainda assim, à vista o local de precedência: Arganil. Só por aqui, o vinho que tem a chancela Dão, torna-se numa curiosidade, carregado (de algum) exotismo, por causa da sua inusitada ou inesperada localização. 


Gostei do rótulo, de aspecto simples, limpo, airoso e sem grandes extras decorativos. O contra-rótulo indicava que o enólogo era Rui Reguinga. Desconhecia.


Sobre o vinho, e para os amantes da coisa, digo-vos que é um vinho tinto de linha suave, harmónico, muito coerente e focado. É tinto de companhia, de conversa, que se cheira e se deixa cheirar, que se bebe e se deixa beber. Descomplicado, mas nada simplório. Nada mesmo.

4 comentários:

AA disse...

Caríssimo, fiquei curioso. Quanto custa e onde se encontra?

Pingus Vinicus disse...

Cerca de 10 € e pode encontra-se no ECI

Mr.Wolf disse...

Muito bom. Relação preço/qualidade excelente. E o colheita de 09 também é excelente.

Gbatalhajr disse...

Muito bom vinho . Foi me oferecida uma garrafa pelos próprios produtores e estou espantado. desconhecia tal vinho e a partir de hoje irei recomendar
Muito suave bastante interessante