sábado, abril 06, 2013

FTP: Picos do Couto

No acto decisório, correm-se enormes riscos que, cobertos por variáveis incontroladas, poderão originar um rotundo fracasso. Costuma-se dizer que antes de começar, não se sabe, depois de começar já é tarde mais. É basicamente a Vida. E ela é um imbróglio do caraças.



Sem perder tempo demasiado em mais considerandos, digo-vos que, apesar de tentar conhecer, interpretar os vinhos do Dão, a sua região, as suas idiossincrasias, há ainda produtores que apenas conheço pelo nome. A FTP Vinhos é uma delas. Empresa que tem a sua base operacional em Penalva do Castelo. 
Este Picos do Couto, que será eventualmente, uma segunda linha, uma abordagem diferente do Quinta do Serrado. Foi também na Quinta Picos do Couto que, nos início dos anos 90, se deu início à produção de vinhos da FTP.



Continuando, esmiuçando mais um pouco, digo-vos que este Reserva 2011, é um vinho de e com carácter. Com personalidade, com estilo. Diria, até, que será algo desviante, pouco moderno. Pareceu ter estilo seco, ácido, com uma salinidade desconcertante. Um vinho que parece ou parecia ter arcaboiço para evoluir, para amadurecer com muita dignidade. Posto isto, e já que a ladainha de hoje vai longa, atrevo-me a dizer que este branco merece ser divulgado, conhecido e acima de tudo consumido.

Sem comentários: