quarta-feira, Junho 12, 2013

Quinta do Gradil: Espumante Bruto

Nota de apresentação: Quase que não conheço o projecto em causa: Quinta do Gradil. E puxando pela memória, desfolhando folhas carregadas com apontamentos, não recordo qualquer menção (minha) ao produtor e aos seus vinhos. Concluo, por isso, que é um ilustre desconhecido para mim.



É falar, portanto, sem qualquer influência, sem qualquer pressuposto, sem qualquer balizamento. É partir do zero, partir da meta e ir correndo, neste caso bebendo até não restar qualquer pinga de vinho na garrafa e no copo. Livre de qualquer preconceito. Assim, qualquer vinho saberá incomensuravelmente melhor.



Espumante para começar. Parece-me bem, muito bem. Um bruto, assim parece, com apetência para acompanhar comida, com aquelas impressões a panificação. Bem balanceado. Um vinho adequado a uma sexta-feira, a um sábado, para um churrasco, para uma petisqueira. Para quase tudo o que se queira ou se deseja. Bebe-se e bebe-se bem. E já que a moda dos espumantes parece instalada, sparkling para alguns, este parece-me ser mais uma opção (bem) válida.

Post Scriptum: O Vinho foi oferecido pelo Produtor.

2 comentários:

Anónimo disse...

E onde se compra?

Anónimo disse...

É um espumante muito bom, já era o de 2009 mas este ainda ficou melhor a sobressair a bolha fina e persistente. Recomendado e aprovado. Ronda os 7€ no el corte inglês