segunda-feira, março 07, 2016

Vergonhoso, Questionável, Enganador ou nada disto?

Têm sido recorrentes situações deste género na denominada maior garrafeira nacional, que é orientada, segundo se consta, por um presumível critico e produtor de vinhos da nossa praça. Isto é produz, critica  e classifica vinhos e ainda dá prémios por interposta pessoa. Mas adiante que o assunto é outro.
Independentemente de questionarmos a legalidade de tamanhas dádivas, atrevo-me a dizer que o pobre desconfia ou deve desconfiar de uma esmola deste calibre. A dimensão dos descontos oferecidos situa-se numa escala pornográfica. Serão feitos à revelia dos produtores? Serão feitos em conivência com os produtores? Ou falamos em produto empatado que precisa de ser escoado? São questões que gostava de ver esclarecidas, por quem de direito.

Foto de Tiago Fonseca
O que sobra no meio disto tudo, o que pode criar alguma (muita) perplexidade é que poderemos estar perante produtos e actores com muito pouca credibilidade, sem qualquer preocupação em oferecer mais valias, sem qualquer valor acrescentado e sem qualquer intuito ou interesse em fidelizar o cliente. Pretende-se, apenas e só apenas, vender para aquele consumidor que procura o mais baixo preço (e pouco mais). Pura canibalização e desvalorização de marcas. Perante estes comportamentos até apetece duvidar da qualidade dos vinhos. E com isto, arrependo-me de alguns comentários, bem mais positivos, que cheguei a fazer no passado. 

Foto de Paulo Pacheco
Não deixa de ser curioso que esta situação é transversal aos vinhos pertencentes ao universo Encostas do Alqueva e aos vinhos da Adega Cooperativa da Vidigueira, Cuba&Alvito. Terão ou haverá alguma coisa em comum entre eles? Ou serão apenas coincidências estranhas? Fazendo o paralelismo com a avaliação dos ratings das dívidas públicas, atrevo-me dizer que andaremos, aqui, muito perto do nível do lixo especulativo.

3 comentários:

João Pedro Carvalho disse...

Os produtores não conseguem escoar o vinho que têm na adega e toca a despachar com saldos maravilhosos, os vinhos da Granja andam em saldos quase desde que os colocaram no mercado.

Pingus Vinicus disse...

Curioso este fenómeno estar concentrado em dois/três produtores. Será só mesmo isso? Escoamento de monos?

ze ruivo disse...

cada vez mais de pe atras com estas promoções e com estes produtores... há adegas e regiões que deviam ser investigadas pelo aumento exponencial da quantidade de vinho produzida.. so isto...