domingo, janeiro 29, 2017

O Drama das Viúvas

A viuvez é dos estados mais dramáticos que se pode ter. Está-se sozinho, sem ninguém para fazer companhia. Fica-se perdido e sem saber, na maior parte das vezes, qual a decisão a tomar. Um profundo estado de solidão e desamparo. Perdidas.


A viuvez para além da indecisão que provoca, impossibilita que se volte a repetir. Fica-se num dilema terrível. Para quando? Para quando será? Qual será a melhor altura para tomar a decisão de beber aquela única garrafa que se tem? E eu estou carregado de viúvas. Garrafas viúvas, sozinhas, sem alguém igual para lhes fazer companhia. Estão isoladas ali a um canto. Sem um par que me permita esvaziar uma, sem ficar com aquela imensa mágoa de não ter mais nenhuma. São, ao fim ao cabo, os dramas de um gajo sem guito.
  

2 comentários:

Chapim disse...

Como te percebo Rui...
Por aqui o drama é regular e cada vez que vou escolher algo para acompanhar o jantar ou almoço nunca sei o que levar para a mesa.
Ultimamente tenho tentado comprar menos referências e mais garrafas do que compro mas o dinheiro não estica...

Boas provas
Rui

Pingus Vinicus disse...

Tal como eu. Uma das consequências é ter menos referências. Escolho cada vez mais o que quero ter em casa e evito andar a comprar só para provar. Como dizes o dinheiro não estica.
Um forte abraço.