terça-feira, janeiro 03, 2017

(RE)Descoberta

Quebrei, durante uns dias, aquela lógica meio absurda e pedante que é mostrar ao mundo que também bebo o melhor vinho, o mais caro, mais perfeito, o mais diferente, o mais que tudo. Um comportamento estúpido, que também tenho, que apenas revela cagança (a minha). Nada mais.





Procurei reedescobrir a simplicidade, tentei regressar a prazeres mais puros, mais singelos, mais naturais. Com muito mais significado, com muito mais sentido, com muito mais para me dizer. Digamos que procurei viver uma inocência que há muito foi perdida. Reviver um estado de ingenuidade que se dissipou lá atrás e teima em não regressar. Caramba e não é que me senti bem! Tão bem.