domingo, março 12, 2017

Última Hora

Ao jeito daqueles flashes que aparecem nos blocos noticiários, no fundo da televisão. Não obstante do tempo de contacto ter sido relativamente curto, foi o suficiente para ficar registado na memória. Apraz, por isso, dizer o seguinte de forma directa: apesar de estar carregado juventude (foi engarrafado há pouco tempo), mostra uma enorme frescura, uma forte carga vegetal e um lado pedregoso e meio rude, bem curioso (provavelmente derivação imaginativa, da minha parte). Reporta-nos para aquela dureza pura e clássica da região, o que nos leva a pensar que estamos perante um estilo pouco consensual. Na minha opinião, só lhe fica muito bem. Ganha estatuto e personalidade.


Mais um exemplo, permitam-me o abuso de linguagem, da mudança de rumo que alguns (cada vez mais) produtores parecem estar a tomar. Ainda bem, Apetece-me dizer que, se calhar, as notícias sobre a nossa morte são manifestamente exageradas.

4 comentários:

Gonçalo disse...

Olá, sabes se o vinho já se encontra à venda pela Casa Américo? Abraço

Pingus Vinicus disse...

Olá, eu comprei este :) Abraço

Gonçalo disse...

Olá novamente...ainda não encontrei à venda :( Disseram-me que só estará no mercado em Outubro. Compraste directamente ao Produtor? Abraço

Pingus Vinicus disse...

Não fazia ideia, sou franco contigo. Os vinhos estavam disponíveis na feira do Queijo em Gouveia (juntamente com outros produtores) e foi de lá que trouxe alguns vinhos. Sei que tinha acabado de ser engarrafado naquela altura.
Um abraço.