quarta-feira, maio 17, 2017

Terras de Tavares Reserva 1997

É simplesmente um dos vinhos do Dão que mais gosto de beber. É, sem tirar e nem pôr, um dos vinhos que tenho mais prazer. Está, agora, numa fase brilhante, mais adulto, mais domado, mais equilibrado. Está um vinho, digamos, do caraças. Apetece beber e beber. Aos copos.



Aqui entre nós, nunca percebi muito bem porque é que este vinho passou ou passa ao lado de tanta gente. Nunca entendi, porque é que não foi elevado aos patamares mais altos dos elogios. Porque é que não é mais vezes comentado pela malta. Ele está fantástico. Fica a minha dúvida.

2 comentários:

Artur Hermenegildo disse...

Também não percebo. São vinhos fantásticos.

Pingus Vinicus disse...

Sabes que às vezes vale mais cair em graça do que ser engraçado.