terça-feira, outubro 24, 2017

Anselmo Mendes: 3 Rios

De relance olhei para o lado. Ia de mão dada com uma das minhas filhas. A mais nova. Reparei com alguma admiração para a presença deste vinho. Estava numa das prateleiras daquele espaço onde se oferece vinho. Devo dizer que fiquei meio perplexo. 



Abriu-se no dia, logo à noite, com aquela companhia que não existe. Encheu-me a alma pela sua ligeireza, pelo seu perfume, pelo seu equilíbrio. Cristalino e limpo. Foi acima de tudo um feliz reencontro com um vinho que não bebia há uma porrada de anos. 

2 comentários:

L. disse...

num pingo doce perto de si

Pingus Vinicus disse...

Este por acaso, foi num continente perto de si :)