segunda-feira, junho 04, 2018

PioCesare Chardonnay

Comprei sem ter qualquer referência. Sem saber o que se dizia sobre o vinho. Sobre os tintos, posso dizer-vos que sou um adepto do produtor. Gosto muito deles. Só tenho pena que um simples tintinho, presumo de entrada, se amande para os vinte e tal euros. Mas prontos, sou gajo que gosta de coisas caras, mas que tem carteira de teso. 


Epá malta, gostei da porra do vinho (sendo que, estaremos perante um eventual gama de entrada). Um chardonnay muitíssimo fresco, cheio de nervo, carregado de tensão. Durinho. Com fortes sugestões vegetais. Longe daqueles registos madurões, pesados, moles e chochos. Numa linha presumivelmente mineral. 


Depois pareceu-me que o malandro vai, ainda, melhorar com o tempo. Vai ficar ainda melhor. Resumindo, dei por muito bem empregue os vinte e tal euros pela botelha. Com vinho. Sem vinho, acredito que seja mais bem acessível. 

Sem comentários: