quarta-feira, setembro 26, 2018

Seria só para explicar à malta!

Apesar de andar meio desmobilizado da coisa do vinho, e por causa das feiras do vinho, notei (mais uma vez?) que nenhuma das edições escritas em papel, vulgo revistas de vinho, fez um artigo, uma peça de investigação ou esclarecimento, sobre a dinâmica das promoções. Como é que são idealizadas, pensadas e aplicadas? Quem ganha? Quem perde? Ninguém perde? Todos ganham?


Podia ser algo do tipo muito simples. Seria só para explicarem à malta como é que se consegue promover um vinho com 50%, 60% ou 70% de desconto. Com ou sem cartão.
É que continua a fazer impressão, ao Tico e ao Teco, ver produtores a lançarem conjuntamente com as cadeias de hipermercados, vinhos com nomes perfeitamente desconhecidos, quase todos premium, a preços de promoção estrondosos. Será que é tema sem interesse? 

6 comentários:

Unknown disse...

Boa noite, se me permite, na minha humilde opinião, não passam de marcas "brancas" com o vinho provavelmente a corresponder ao preço de venda, de modo a que todos ganhem e se esgotem stocks.

Pedro



Enrice disse...

Tal como na política, o povo gosta de ser enganado. Gosta de promessas e grandes descontos, mesmo que saiba que não passam de ilusões

Pingus Vinicus disse...

Obrigado pelos vossos comentários. Curiosamente, nos bastidores, ouvem-se muitas histórias sobre o modo como tudo funciona. Ninguém o declara publicamente. É como o futebol.

Anónimo disse...

Recentemente o Fugas lançou um artigo sobre este assunto, foi à cerca de três semanas.

Nuno

Anónimo disse...

Aqui o Fugas põe o dedo na ferida...

https://www.publico.pt/2018/08/18/fugas/opiniao/matemse-e-esfolemse-no-final-so-as-empresas-do-costume-vao-ganhar-dinheiro-no-vinho-1841044

Nuno

Pingus Vinicus disse...

Tb li, mas não deixa de ser curioso que as Revistas das Especialidade não tenham escrito uma linha sobre o assunto...
Será tema sem interesse?
Abraço