quarta-feira, setembro 19, 2018

Perdoem-me ...

Pensei e pensei e voltei a pensar. Dei voltas à cabeça. Não consegui encontrar nada de jeito para dizer, o que também não é excepção. Mas podem acreditar que me esforcei. E até me considero um craque a encher chouriços.



Por isso, perdoem-me, por favor, mas o que tenho para dizer é efectivamente muito pouco. Adoro esta porra. Era só, meus queridos amigos.