quarta-feira, Agosto 31, 2011

Quinta dos Cozinheiros, Remake

Após a investida feita neste momento, retornei aos vinhos da Quinta dos Cozinheiros, na versão Poeirinho Colheita de 2003 e Lagar Colheita de 2004.
Numa época em que se grita desesperadamente, por todas as ruelas, por vinhos menos maduros e menos prontos, faz-me impressão, enorme, que não se procure vinhos destes, adultos, que nos levam a recordar passagens de vida que julgamos, tristemente, já esquecidas.

São vinhos pouco eclécticos, é certo, complicados por vezes, mas profundamente pessoais e sem concessões. Dão azo a que se conte estórias em redor deles. Bebê-los, faz-nos cerrar os olhos, lembrando gente que foi para outros lados. E entretanto chove lá fora...

Sem comentários: